Páginas

Marcadores

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Lixo

Comenta-se, com frequência, a respeito da situação do lixo no nosso planeta, afinal para onde vai todo o lixo que produzimos? O que acontece com esse lixo? O que podemos fazer para atenuar esse problema? São perguntas que nos fazemos toda vez que pensamos em lixo.

Cerca de 50% do material que é jogado no lixo poderia ser reciclado, isso é, poderia ser reutilizado para fazer outros produtos formando um ciclo saudável não só para as pessoas mas para a natureza, que é a que mais sofre com tanto lixo em sua porta.

Existem diversos materiais que são os principais vilões contra a natureza como a garrafa plástica que leva 100 anos para se decompor na natureza, latas de alumínio levam 1000 anos, restos de metal 50 anos, mas o problema vai além disso, se você juntar todos esses materiais deixando-os expostos por sol e chuva todos os dias, qual vai ser o resultado? Teremos uma bomba química, que vai deixar a terra morta, infértil .

Quantas vezes você já foi a um aterro sanitário? Aposto que nenhuma, e sabe por quê? Porque isso não te interessa, a população é cada vez mais blasé e o que importa é se a mocinha da novela vai ficar com o mocinho, ou se seu marido vai chegar mais cedo hoje. (Há exceções)

Equacionar esse problema já não dá mais, temos que tomar uma atitude, e quando eu digo que temos que tomar uma atitude não me refiro só ao governo, mas a grande massa (O povão) que são os que mais produzem lixo, e com isso são os grandes protagonistas dessa questão, se cada um fizesse uma coisa bem simples, separar seu lixo não teríamos tanta dificuldade em lidar com isso, mas eu seria muito simplório em pensar que as pessoas que nem ao menos conseguem jogar lixo no lixo iriam separa-lo. E ainda que o fizessem o governo não daria suporte e acabaria misturando todo o lixo.

Dessa forma, só o que podemos fazer é aguardar, aguardar até que o mundo seja encoberto por lixo ou que alguém muito inteligente tenha uma ideia brilhante para sanar este problema, sem que ninguém tenha que fazer nada.

2 comentários:

Mundo TV disse...

Parabéns o texto,realmente o povo tem q se concientizar e parar de jogar lixo nas ruas,mares,etc...
:)

juliane disse...

Uma cesta é muito bom,
Quatro cestas é melhor.
Uma lata quando fica
toda torta, velha, amassada,
tá pedindo...

- Ah! Eu quero a minha cesta,
Quero voltar prá minha cesta,
me joga lá vai!
Ah Ah, nasci de novo!

Cesto fantástico,
vire cartola.
Faça o plástico,
virar bola.

Abracadabra,
carrapato, carambola vai...
e vira bola e vira pato e
vira carro hum, hum.

Num papel eu desenhei.
Eu olhei e não gostei.
Mandei prá cesta
o meu papel
Hum, hum....
sabe o que aconteceu?
Ele rodou, virou, dobrou,
dobrou e foi pro ceú.

Era uma vez,
um vidro verde
um rato azul malabarista,
girando garrafa
com panca de artista.

De repente surgiu,
uma cara de palhaço
teve gente que aplaudiu
eu vi garrafa no espaço...

O palhaço abriu a boca
mastigou, mastigou,
mastigou e cuspiu
tin, tin, tin, tin,
três copos cantando em trio.

Cantando o quê?
Cantando o rap do Re,
o rap do Ci,
o rap do Clar.

Lata, plástico, papel e vidro,
vão reciclar, é prá acabar.

Vou repetir mais uma vez,
Você limpa bem o seu ouvido:
Lata, plástico, papel e vidro
cada um tem uma cesta especial.
Tá bom não falo mais, Tchau!