Páginas

Marcadores

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Cyberbullying, a Nova Ameaça Virtual

Está se tornando cada vez mais comum um tipo de Bullying moderno, o chamado cyberbullying, onde as ofensas e ridicularizações ocorrem pela internet. Devido a grande facilidade em que os comentários e ofensas se dissipam, torna-se mais difícil sua minimização. Em apenas alguns minutos já são milhares de comentários, e como se já não fosse difícil punir os praticantes de Bullying nas escolas, pela internet é quase impossível.

Está prática está sendo cada vez mais temida por todos, em geral as ferramentas utilizadas pelos praticantes do cyberbullying são: Blogs, sites, vídeos, orkut, etc... Na maioria das vezes são praticados por adolescentes insensíveis e completamente munidos de ódio e até mesmo inveja.

Uma pesquisa realizada pelo Centro de Pesquisas Pew aponta que 32% dos adolescentes já foram alvo de cyberbullying (assédio moral por vias digitais). Os jovens cadastrados em redes sociais são mais suscetíveis; 39% dos usuários de redes como Orkut, Twitter e Facebook já sofrerem esse tipo de agressão.

De acordo com os dados divulgados pelo site Read Write Web, 15% dos adolescentes tiveram ainda material privado compartilhado sem a respectiva permissão. A maioria dos ataques a adolescentes (59%) provém de outros adolescentes e as meninas são as que mais sofrem, 38% delas reportaram algum tipo de molestamento online.

Vale lembrar que hoje em dia não existe nenhuma lei diretamente ligada ou em defesa das vítimas do cyberbullying, se for pega, a pessoa pode responder por calunia e difamação, uma tarefa difícil essa, pegar os praticantes do cyberbullying, até porque eles não tem coragem de se identificar, na maioria das vezes são anônimos.

Contudo, ao contrário do que muitos pensam, não é apenas desligar o computador e pronto, já está livre de tudo aquilo, os vídeos vão continuar a circular na rede, as fotos ainda vão ser vistas em todos os lugares. É uma questão que deveria ser levada a sério e combatida de forma eficaz, principalmente pelos sites que permitem que esse tipo de coisa aconteça, entretanto os sites não são os principais responsáveis por isso, é necessário que se faça uma lavagem cerebral na cabeça dos jovens, que seja injetado dentro do cérebro de cada um deles mais dignidade, sensibilidade e o mais importante, empatia.

2 comentários:

FOTOS disse...

henrique...estou te pedindo pra copiar alguns trechos de seu trecho achei muito interessante e estou fazendo uma pesquisa sobre cyberbullyng mas ñ vou deixar de citar seu nome em minha pesquisa...

Henrique Abrantes disse...

Como você entrou em contato solicitando. Eu autorizo a utilização deste texto para sua pesquisa/trabalho, espero ter contribuído para a realização da sua pesquisa. Boa sorte!