Páginas

Marcadores

quarta-feira, 30 de março de 2011

O Proletariado

Sinceramente quando ouvi a palavra proletariado pela primeira vez a última coisa que eu pensei foi em trabalho ou em trabalhador. Ao longo do texto vou explanar alguns pontos de vista de anotações realizadas em uma aula na faculdade sobre o proletariado, não o de antigamente que trabalhava e dava o sangue pelo trabalho sem nem titubear ou reclamar, mas sim da classe trabalhadora em geral de atualmente que não vive para o trabalho, mas trabalha para viver e que na maioria das vezes, quase sempre, reclama do que tem embora tenha medo de perder, isso porque há uma esperança de se conseguir algo melhor só que para isso é necessário sair da zona de conforto, encarar riscos e muitos não estão preparados para isso.

Definitivamente a classe trabalhadora mudou, não só se modernizou, mas também se atualizou o que se via antes nas empresas, onde os funcionários eram vistos como máquinas e não como pessoas hoje é tido como uma gestão arcaica e desumana.

Mas não foi apenas a gestão que mudou, ao se mudar a forma com que os funcionários são tratados os funcionários também se modificaram de forma que hoje os funcionários são vistos como pessoas e ajudam as empresas a crescerem, existe até uma relação de proximidade maior entre os colaboradores e seus chefes, o que é bom não só para a empresa, mas também para as pessoas que lá trabalham.

Contudo,  mesmo que se mude a embalagem por completo o conteúdo será o mesmo.

Nenhum comentário: