Páginas

Marcadores

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Hermafrodita, Garantia da Espécie

A cada dia estou mais inclinado a acreditar que o mundo só existe por causa de um acidente no destino e que nós estamos aqui para reproduzirmos, nada mais. Se pararmos para refletir sobre a existência podemos ficar horas pensando e não chegaremos a nenhuma conclusão plausível, só o que aconteceria é a ebulição de mais indagações.

Em algumas espécias de anfíbios é comum se ver machos, quando estão em um ambiente predominantemente feminino, mudarem de sexo, seja um macho adotar o papel de fêmea ou uma fêmea adotar o papel de macho. Faço, agora, uma analogia com os seres humanos: O termo Hermafrodita, recentemente, me fez pensar nisso (Um hermafrodita é um ser que possui órgãos sexuais dos dois sexos). Cientificamente falando, isso acontece devido uma má formação embrionária.

Porém eu costumo ir além, e sem muito esforço já é possível imaginar que isso acontece para manter a sobrevivência da espécie, assim como anfíbios não sobreviveriam a um possível monopólio feminista ou machista, se faz necessário essa “mudança” para perpetuar a espécie. O mais forte vence, na natureza é assim mesmo, porém o mais forte nem sempre é o que tem mais força física e sim o que está melhor adaptado ao ambiente, esse sim é o mais forte e vence dando continuidade à espécie. Por que os homens tem mamilos?

Com base no que foi mencionado, esse assunto é pouco tratado, sendo até uma novidade para alguns. Somos seres feitos para aprender e evoluir, sem limites, ir contra isso é ir contra à natureza, é ir contra tudo o que nos move o que nos molda, é ir contra si mesmo.

Obs. É claro que se trata, apenas, de uma possibilidade, uma ideia infeliz. Essa “ideologia” surgiu de um livro que estava lendo, que não fala exatamente disso, mas que de alguma forma trouxe essa ideia para meu cérebro pútrido e ensanguentado. Fiz uso de trechos da "Teoria da Evolução" de Charles Darwin.

Nenhum comentário: