Páginas

Marcadores

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Perdão

O homem respira.
Dentro de si, um sistema vigora;
Uma alma chora,
Um ser implora.

Ao crepúsculo,
Nos embriagamos com o sangue,
A carnificina do mal.
De novo, um ser implora.

Nenhum comentário: