Páginas

Marcadores

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Uma Nova Forma Textual

No anoitecer a luz se oculta, por dentre a sombra que transpassa as nuvens e vem da lua, iluminada pelo sol, a fonte do nosso calor e motivo parcial do aquecimento global, esse é muito questionado e até desacreditado, mas a cada dia sentimos seus efeitos que fazem com que precisemos de água em abundância, água que vem dos rios e mares, que são enchidos pela chuva, que é formada pela evaporação do calor, que carrega as nuvens, que são como fumaça, que sai do fogo, que causa queimaduras, que são tratadas no hospital.

No amanhecer o sol se exibe, no café da manhã comemos pães, que são feitos com o trigo, que se usa na confecção de um bolo, que se como com achocolatado quente, achocolatado que vem do cacau, que é plantado na fazenda, onde as galinhas põem ovos, que nos EUA são comidos com bacon, que vem dos porcos, que são mortos de forma cruel.

No anoitecer vem o escuro, que nos encobre e nos fascina, antes, tomamos o chá da tarde com bolachas, que são de maizena e de sal, que vem do mar, que é o que forma a vida e serve de palco para os nadadores, que competem entre si em busca de medalhas, que são feitas de ouro, que é tirado das minas, que são escavadas pelos mineiros, que são homens, que tem testosterona, que é o hormônio masculino responsável pelo crescimento dos pelos, que são pretos, que representa a escuridão, que é a ausência de luz, que representa o divino, que é meu vizinho, que ouve musica alta, mucica cantada, ouvida e composta.

Tudo acaba com a morte; que representa o fim, que está escrito na bíblia, que é uma profecia, que causa medo nas pessoas, que o temem e que vem de dentro, do coração, que pulsa sem parar, que bombeia sengue, que corre em nossas veias, que faz tudo funcionar, que jorra com um ferimento profundo, que doí quando exposto, que cicatriza com o tempo, responsável pelo envelhecimento, que causa fraqueza, que se resolve com remédios, que são prescritos por um médico, que estuda 06 anos medicina que é muito cara.

Nenhum comentário: