Páginas

Marcadores

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Puberdade


Me sinto estranho, acordei um pouco úmido, o que nunca me acontecera. Dizem que estou mudando, toda vez que olho no espelho percebo coisas que não faziam parte de mim, um fio de cabelo branco, um pelo, um incipiente bigode -que há tempos me causava inveja- mas que agora tenho que cortar. Imagine se o pessoal da escola me ver com esse bigode, seria uma catástrofe.

Dia desses ao olhar para minha vizinha na piscina tive uma sensação estranha, um descontrole físico que resultou em uma vergonha. Estava de sunga e corri para o banheiro, não bastasse isso, todos dizem que estou na fase de demorar muito no banho, não entendo bem o que querem dizer... Mas imagino. Quando eu era menor não tinha nenhuma preocupação, todos me viam como uma criança e assim me tratavam, qualquer coisa que eu fazia era impressionante e motivo de aplausos, hoje faço de tudo e nem sou visto.

Tenho pensado em uma porção de coisas, as meninas não estão como antes, minha voz está se transformando e todos falam que vai passar. Pela primeira vez eu chamei uma menina para sair, ela sempre foi minha amiga e aceitou, estou muito ansioso com o encontro e apesar de conhecê-la vai ser a primeira vez que vamos nos ver de outra forma.

Mal sabia eu que meses mais tarde eu teria a melhor sensação da minha vida, eramos virgens e depois de alguns minutos tudo mudou, esse processo pois fim a minha fase evolutiva chamada “Puberdade”.

Obs. No texto eu tento descrever, aos olhos de um adolescente, o que é a puberdade. Passando pelas poluções noturnas até os traumas psicológicos. Não fui bem sucedido, mas pelo menos tentei.

Nenhum comentário: