Páginas

Marcadores

domingo, 18 de dezembro de 2011

Borra de Café

O mistério na espreita,
de longe a observar.
O preto nos oculta,
tamanha verdade a nos mostrar.

Diante das imagens,
a dedução, o contrário da
verdade,
induz a ela... e
a ela se entrega.

A voz firme,
da bruxa, se mistura
às velas, que derretem
com o fogo.
A cera dá ideias
e
uma nova forma passa a existir
induções e manipulações
mais sólidas do que nunca.

Nenhum comentário: