Páginas

Marcadores

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Campanha: Feche as Pernas

Já não é de hoje que vemos cada vez mais mulheres, ou parideiras, desesperadas em hospitais a fim de uma vaga para o seu 04° ou 05° filho, reclamando do mal atendimento ou do governo que para ela não dá amparo o suficiente para a sua família e a de outros. É certo que o governo tem culpa no cartório e poderia fazer muito mais do que faz, mas também é certo que o governo não pode arcar com as despesas de filhos que não fez, filhos que ainda em situação precária com escassez de comida e de qualidade de vida se proliferam mais que vírus da dengue em água parada.

Dados da Policia Militar de Londrina mostram um aumento de 32% do total de adolescentes que foram apreendidos pela Polícia Militar (PM), envolvidos em infrações, principalmente, nas relacionadas com tráfico de drogas e furto. É cada vez mais recorrente vermos nos noticiários menores atirando e matando pessoas sem dó nem piedade a troco -muitas vezes- de algumas moedas. Seria isso o crack tomando conta dos nossos jovens, seria isso o governo se ausentando e se mostrando blasé a suas responsabilidades ou seria apenas o resultado de ações impensadas das várias parideiras que praticam sexo casual em baladas ou qualquer outra coxia, colocando filhos e mais filhos no mundo, levando o que a bíblia diz sobre reprodução ao pé da letra, como se todos tivéssemos que ter um filho atrás do outro.

Já dizia nosso amigo Charles Darwin em a Origem das espécies “Todo indivíduo que durante sua vida normal produz muitos ovos ou sementes deve ser destruído em qualquer período de sua existência, ou durante uma estação qualquer porque, de outro modo, com base na progressão geométrica, o número de seus descendentes aumentaria tanto que nenhuma região conseguiria suprir suas necessidades de alimentação”. Diz ainda “Portanto, uma vez que nascem mais indivíduos do que o número dos que poderiam sobreviver, sempre haverá uma luta pela existência...” Em 1859 Darwin já tinha a noção do quão importante é a questão do super povoamento mundial que vem ocorrendo.

Já atingimos a marca de 7 Bilhões de pessoas no mundo todo, em 2011, o Brasil é o 05° país mais populoso do mundo com 192 376 496 pessoas ( 2011), as estimativas feitas pela Organização das Nações Unidas(ONU) mostram que em 2050 ultrapassaremos a marca dos 9,2 bilhões de habitantes, isso não é nada bom, ônibus lotados, trens cada vez piores, sem falar nos aeroportos de todo o mundo. É quase impossível sair de casa para pagar uma conta sem pegar uma fila qualquer, esse é o resultado de tantas grávidas e tantas crianças. No contra ponto, tem os idosos, que estão vivendo mais e melhor devido as propagandas e programas voltados à saúde da população.

A grande questão não é ceifar vidas inocentes ou simplesmente virar a cara para aqueles que não pediram para nascer, apenas quero chamar a atenção para que o “clichê” de ver adolescentes grávidas procurando auxilio do governo para filhos que não desejaram e que só vão causar prejuízos à população até, finalmente ter capacidade de auferir ganhos e trabalhar em prol de todos, não se repita cada vez mais e as filas nos hospitais diminuam, não pelo aumento no número de prédios, mas pela conscientização dos “animais racionais”.

O onanismo de hoje, pode ser a vaga em um hospital amanhã”.

Obs. Não quero causar nenhum alarde sobre a questão, dados recentes mostram que o número de grávidas(adolescentes) é estável, apesar de ser grande. É importante lembrar que quando falamos de registros não estamos falando de dados certos e concretos, muitas gravidas mal fazem pré-natal, sem falar nos abortos.

Nenhum comentário: