Páginas

Marcadores

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Esperança

Uma janela à espreita se abre e o sol já ilumina o cantante “bem-te-vi”. Levantando da cama, vejo um novo dia se formar e a natureza me chama para cumprir o meu destino, os fantasmas ficaram nos pesadelos e as sombras já não são tão frias.

Talvez fosse apenas uma ilusão de uma redenção dos pecados que nem cometemos; hoje vou sorrir e o brilho dos meus dentes vão iluminar a alma dos que foram tomados pela escuridão. Um contagio de alegria e esperança vai sendo passado de um para o outro e o resultado é o melhor possível, cantos ao vento, sorrisos inesperados, palavras de amor...

Com o tempo percebemos que um simples sorriso pode mudar tudo e que o pouco se torna muito, como uma ideia bem implantada, a felicidade se torna parte de você.

Um comentário:

Keli Araújo disse...

Me delicio com a forma como você escreve.
Parabéns!