Páginas

Marcadores

domingo, 8 de julho de 2012

Voyeur

Sinto seu cheiro,
no calor do sexo,
no vapor do chuveiro.

Você está em mim,
me atravessa com a flecha do amor; 
persegue-me a onde quer que eu vá. 
Cura-me, mate-me, sou seu, você...

Na fronteira entre o sim e o não; meu coração, 
te segue, te suga.
Me suja!

Sinto seu cheiro,
no calor do sexo,
 no vapor do chuveiro.

Quem está ai,
responda a mim. 
Vago pelas ruas em busca da lua,
persigo sua sombra; 
caminho perdido.

Nenhum comentário: