Páginas

Marcadores

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Banzo

No cair da noite, por instantes, conseguimos não pensar em nada. Meditamos e nem percebemos. Nos esquecemos dos sentimentos não vividos, dos pecados não cometidos, das ofensas auferidas e principalmente dos fantasmas do passado.

Sendo iluminado apenas pela luz das estrelas nossos pensamentos se distanciam na escuridão de nossas almas. Colocamos nossa cabeça no travesseiro e ele, nosso fiel escudeiro, nos ouve, nos afaga e nos conforta. Viajamos! E é sempre assim. No mundo dos sonhos somos quem queremos ser, mas no teatro da vida real o melhor ator é o que melhor se disfarça. As máscaras nos protegem e com o tempo percebemos que tudo o que precisamos é da verdade.

Logo mais, entramos em transe e notamos que se você buscar no âmago de sua essência, bem lá no fundo, você vai encontrar as verdades que tanto esconde de si mesmo. Viva a verdade porque a mentira não passa de uma pilastra falsa que da a ilusão de uma fortaleza; de uma estrutura sólida, mas na verdade ela pode ruir a qualquer momento.

Nenhum comentário: