Páginas

Marcadores

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Burrice Coletiva

Nós precisamos dos psicopatas.
Daqueles que não tem escrúpulos, que não sabem o significado da palavra empatia, que transpassam os “valores” sociais sem pensar. Nós precisamos de seres que estão prontos para um jogo sujo e desonesto, que matam sem titubear, que destroem sem pensar. Eles são a nossa salvação!

Se não fossem eles o que seria de nós? Quem faria o serviço sujo, quem faria valer a ordem. De que adianta ser honesto se isso nos faz vítimas; de que adianta ter empatia se isso é usado como arma por eles, é inútil. Num mundo de cão, ganha o respeito quem late mais alto.

Vivemos em uma sociedade hipócrita que vangloria aquilo que mais nos enfraquece; ser bom, ético, pensar nos outros... Talvez seja apenas uma burrice coletiva. A humanidade pensa assim. Todos buscam esse ideal utópico, mas será que realmente é o ideal.

É óbvio que não vamos nos tornar “ocos”, mas precisamos deixar de ser idiota dos outros. Meros capachos usados quando necessários e descartados em seguida, ainda assim os perdoamos e somos elogiados por tamanha imbecilidade. Sentimo-nos orgulhosos por fazer o que é “certo” ou é o que todos acham ser o certo.

Não se engane, não estou defendendo uma classe que se mata por qualquer futilidade, mas é incontestável sua importância na civilização e evolução da humanidade. A ideia chauvinista de que é bom ser bom não passa de fideísmo, quase uma religião, tão prejudicial quanto.

Nenhum comentário: