Páginas

Marcadores

domingo, 28 de outubro de 2012

Sadomasoquista

Despencada lua sua.
Lágrimas que secam deixam marcas,
enxuga-me, limpe-me a face.
Cuspa em minha alma e pise em
minhas virtudes.
Dê-me a dor de que lhe suplico,
implore-me o castigo de que precisa.
Lua sua, despenque sobre mim e 
ponha fim a este ciclo.

Nenhum comentário: