Páginas

Marcadores

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Sacrifício

De que vale a liberdade se para tê-la temos que nos prender. Qualquer sábio sabe que para se ter o que deseja é necessário abrir mão daquilo que não precisa. A questão é: Vale a pena lutar por um ideal utópico abrindo trincas irreversíveis em nossas vidas. Qual é o preço que pagamos quando decidimos dar continuidade ao nosso gene, quando resolvemos assinar um contrato eterno com cláusulas abusivas à individualidade. Será que fomos infectados por algum tipo de vírus que danificou as bases do pensamento racional e nos rebaixou a meros sentimentalistas. Há alguém que possa perceber que o pedágio cobrado para chegarmos neste destino é muito caro e ainda que cheguemos não há aplicabilidade. As ruas estão péssimas, a iluminação tem pontos falhos e até a sinalização deixa a desejar. Para onde vai o nosso investimento?

Nenhum comentário: