Páginas

Marcadores

quarta-feira, 6 de março de 2013

Influência Macabra

Se vê na TV, a beleza de um ser.
Quase a perfeição, uma simbiose em junção.
É no mínimo estranho que poucos possam influenciar tanto e de forma tão significativa a maneira como muitos se veem. Idiossincrasias e até desejos podem ser desfragmentados, implantados. Necessidades se formam e poucos conseguem se livrar do que eu chamo de “O poder da Minoria”.

Afinal, de onde vem essa vontade de querer ser igual aos outros? Talvez seja um comportamento que se estabelece ao longo da evolução sob forte influencia da organização e proteção; uma sociedade organizada precisa de grupos bem estruturados, para isso é evidente que os verdadeiros líderes -os naturais- acabam por determinar ou influenciar no comportamento de todos, querendo ou não, sabendo ou não.

Parece uma tortura, de certa forma todos os padrões sociais se estabelecem por uma minoria, escravizando -por livre e espontânea vontade- a maioria. Ninguém é obrigado a seguir, mas todos seguem. Quem nunca fez uma dieta maluca para tentar chegar a algum padrão de beleza, quantos já não fizeram bronzeamento artificial, quantos já não se depilaram em prol da beleza exigida pelos outros e que, às vezes, está tão intrincada em sua mente que acaba por se refletir como sua própria vontade.

É totalmente compreensível que almejem uma “perfeição”, mas se todos querem a mesma coisa e buscam a mesma coisa, somos -de certa forma- todos iguais. Onde está a originalidade. Você pode definir o seu padrão e segui-lo, por que não? O que não pode continuar é uma escravidão subliminar a que todos se submetem e que tanto incomoda e atormenta a sociedade.
Libertar-se das amarras é
se libertar da opressão de um
padrão utópico e inalcançável.

Nenhum comentário: