Páginas

Marcadores

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Conflito Paradoxal

Calígula. Consuma-me num cálice.
Beba minha alma, transporte-me pelo tempo.
Deturpe meus princípios, inebrie-me com seu cheiro.
Alicie-me num crime, assassine-me a moral.

Vendaval, corrente de vento,
tempestade de revolução, caminho
para a dissolução.
Tornado de ideias, furacão de incipiência.
Nada e tudo, caminho pela liberdade.

Eterna busca nos leva à verdade:
Se é bom ser bom, ou ruim ser ruim.

Nenhum comentário: