Páginas

Marcadores

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Vozes

Tenho uma mente ensurdecedora.
Ouço as vozes da minha alma despertarem
e se manifestarem, tudo no silêncio
de uma mente barulhenta.

Há cantantes que gritam;
Demônios incitam.
Há enfermos e curas,
Numa volta e meia.
Escuto-me calejado pela vida,
adormecido em uma redoma,
e acordo pela manhã.

Vozes me fazem viver,
delimitam meu espaço.
Vozes me chamam a atenção,
sopram dicas a todo o momento.
São: Grossas, finas, roucas...
No fim, são todas iguais.
Comunicam, informam e transformam.

Nenhum comentário: