Páginas

Marcadores

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Vertente

A indiferença escorre fria a me ferir,
como uma cachoeira,
as pancadas d'água lesionando minha alma.
Sem cura.
Sem volta.
Dói e continuo a ser ferido.
Como a mais brutal força da natureza.
Eu sofro.
Eu sangro.
Sem a mínima ideia de como tornar isso indolor.

 Karoline Soares/Henrique Abrantes

Nenhum comentário: