Páginas

Marcadores

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Metido

Não sou metido,
Mas sou limpo e bem arrumado.
Na minha bagunça me encontro,
E encontro uma razão;
De ser, para existir e resistir;
À vida, aos percalços e aos dilemas.

Sou quase um mendigo,
Não me comprometo, mas não sou desistente.
Olho nos olhos de quem quer que seja.
Cabeça erguida sempre.

Não sou metido,
Também não me meto na vida alheia.
E não permito que se metam na minha.
Vivo um dia após o outro.
Um fantasma por vez.

Nenhum comentário: