Páginas

Marcadores

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Nascer

O fim de um coma;
acordar de um sono profundo.
Despido de máscaras.
Desprovido de maldades.
Nascer: Um trauma inevitável;
a consequência natural de um
processo que se inicia com o amor.
Mas nem sempre é assim.
Impossível saber: Como era viver,
antes de nascer.
Numa redoma nos enfiam.
Dependentes nos sentimos.
Pequenos, num mundo gigante.
Frágeis, com pessoas brutais.
Sobrevivemos, quase sempre.
Suportamos o tono da vida.
Até que a morte nos alcance. 

Nenhum comentário: