Páginas

Marcadores

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Tempo...

Há sempre tempo,
Para errar e para acertar;
Para se ter certeza e duvidar.
E seria bom parar.
Poder voltar e quem sabe mudar.
Transmutar-se.
E talvez se acerte mais do que se erre.
E talvez os erros fossem meros enganos,
Daqueles que se pode voltar atrás.
Tempo...
Uma força invisível e -às vezes- um inimigo.
Um parceiro muito próximo, quase um amigo.
Autor de destinos.
Ceifeiro por natureza.
O verdadeiro deus da vida.
Irresistível!
Intransponível!
Tempo...
Venha até mim,
conte-me seus segredos.
Sinta-se à vontade.
Durma nos meus braços
e descanse em paz.
Tempo...
Às vezes, um feliz acaso.
Às vezes, uma terrível coincidência.
Um líder natural na leveza da vida.
Tempo...
Que há de se dizer...
Eterno!

Nenhum comentário: