Páginas

Marcadores

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Somos o Que Somos

Negro,
Negresco,
Negrito.
Do negro nasce o preto.
Do preto, o preconceito.
Zulu, tição...
Um conceito.
“Vê-me um café bem preto”
Escurinho.
Direi bem baixinho:
“Sou preto, e não tenho medo!”
Um dia fomos presos,
E o preto; Respondeu com respeito.
Se a natureza nos criou,
Aceitemos quem somos,
Porque somos o que somos.

Nenhum comentário: