Páginas

Marcadores

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Mudar

E ai temos de parar;
Analisar.
Onde foi que erramos?
Qual jogada não foi a certa.
E temos de voltar.
Que dádiva da vida é,
Perceber que ao humano
Pertence a possibilidade
De errar.
E dar a volta no destino
Talvez não seja tão difícil assim.
Erro maior é não partir.
Porque fugir é procrastinar.
E enfrentar é uma catarse.
Vidros estilhaçados, colunas em ruinas,
Poeira no ar.
Mudar!
Quase tão difícil
Quanto necessário.

Nenhum comentário: