Páginas

Marcadores

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Adeus

Eu não nasci para morrer.
E a minha vida não foi uma expectativa.
Foi bem vivida.
De amores a rancores.
Fui ao céu muitas vezes
E sempre pude voltar.
Disse não; E como disse!
Vez ou outra eu disse sim.
Ouviram-me...
E eu os ouvi e opinei.
Disse-lhes o que era bom.
Descobri o que era ruim.
Não fui muito ousado,
Mas sempre quis mais.
Fui inquieto por dentro.
Jamais deixei que entrassem.
Fui covarde muitas vezes
E da vida não levarei grandes experiências.
Mas uma certeza:
Foi bom!

Nenhum comentário: