Páginas

Marcadores

quarta-feira, 2 de março de 2016

Pequenina

Pequenina,
Minha menina.
Quase perfeita, não fossem as facetas.
Tão jovem, ainda em formação.
Me atormenta com tanta libertinacao...
Meu gene, não podia ser diferente.
Come de tudo e a todos.
Não deixa o amor entrar e com a ardor tende sempre a se afastar...
De mim.
Minha menina.
Meu grande amor.
Minha filha,
A quem tenho forte extinto de proteção.
Ela é pura liberdade.
Nem pensa em regras ou em estabilidade.
Ela sou eu, outrora.

Nenhum comentário: