Páginas

Marcadores

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Coisas

Coisas que eu escrevo são verdades ocultas.
Coisas que eu digo são almas em chamas.
Coisas que eu penso são gritos.
Berro ao vento...
Digo coisas que não entendem,
Entendo conceitos que não existem.
Coisas que eu escrevo tornam-se verdade;
As verdades, mentira!
Corro ao norte.
Peça pra que eu acorde.
E tropeçam na sorte.
Dia, noite...
Não importa,
O que escrevo é pra mim,
É pra nós,
É pra quem curtir...
Pode até acender um aí.

Nenhum comentário: